Dedicado a Marilu

terça-feira


Mãe, saudade eterna!

Olhamos  para o céu à noite e com muita saudade pensamos: essas estrelas são olhos a nos vigiar, a nos cuidar e a nos embalar.
Reconhecemos o seu olhar ao longe guardando os nossos caminhos, às vezes tranquilos  e outras vezes espinhosos.
Embora ausente, sua presença permanecerá constante nas nossas vidas, seu sorriso, sua voz enérgica e carinhosa, ao mesmo tempo, impulsionando nossa vida.

Lágrimas descem pelo nosso rosto, querendo ver o seu, ou num impulso correr para seus braços e nos aninhar, sem vergonhas.

Espaços vazios que não se completam mais, lacunas perdidas em pensamentos... 

Para você Mãe, dedicamos essas palavras hoje, pois espero que em toda nossa existência sejam as mesmas...
A saudade não é só neste dia,em que sua ausência é mais dolorida, mas será em todos os dias, pois você é como uma joia preciosa...lapidada em cada ano de sua vida com a gente.
- Será que haverá outras?  Certamente nenhuma  igual a VOCÊ.

Obrigada Deus, por nos ter dado a chance de conhecer

a flor de onde nascemos e convivemos – você MAINHA.

Deus não tirou você de nós, mas Ele simplesmente quis renovar a sua vida.